Acompanhe-nos também pelas redes sociais.
Facebook COMTUR

Facebook Turismo Jaguariaíva

Localizada em amplo terreno de esquina na Cidade Alta de Jaguariaíva, o edifício da Casa da Cultura possui dois pavimentos, com planta quadrada, fachadas moduladas por pilastras, tendo na fachada principal a inscrição da data de sua construção, 1918, e em seu nome homenageia o professor Doutor João Batista da Cruz.

O prédio, que hoje está em processo de restauração, já foi prefeitura municipal, câmara de vereadores, fórum de justiça, delegacia de polícia e cadeia pública (os últimos três simultaneamente), e ainda servia de salão de baile quando o piso superior não estava sendo usado.

Apesar de Ponta Grossa ser considerada a capital cívica do Paraná, pois lá Getúlio Vargas recebeu a notícia de sua vitória na Revolução de 30, foi em Jaguariaíva onde foram disparados os primeiros tiros da resistência favorável a Vargas.

Durante o conturbado período a cadeia foi explodida, porque no prédio estava o então prefeito Antônio Diniz do Faro Sobral, que era apoiador de Getúlio, todos os presos fugiram.

Na época, o grupo escolar Izabel Branco se tornou um hospital de sangue para atender os feridos de guerra.

Em meados dos anos 90, um senhor encontrou uma bomba ainda não detonada próximo à um ponto do Rio Jaguariaíva, o fato foi, inclusive, terma de matéria em jornais da região.

Localização: Cidade Alta.

Distância a partir do centro da cidade: 1 km.

Visitação: Gratuita.

MAIS INFORMAÇÕES COM O DEPARTAMENTO DE TURISMO PELO FONE (43) 3535-7935.


Mais uma vez os trilhos do trem abrem caminho para uma aventura e desta vez, dentro de um túnel no meio da mata.

Localizado em Jaguariaíva, o túnel foi construído em 1956 e fazia parte da linha férrea Itararé - Montevidéu. Ele cruza a rodovia Itararé/SP - Jaguariaíva/PR (PR-151), e foi desativado em 1994 em função de uma nova linha, tendo os trilhos arrancados. Seus 836m de comprimento foram parcialmente inundados e seus arredores tomados pela vegetação.

Atualmente é explorado pelos praticantes de offroad, tendo em vista que para sua travessia é necessário tração 4x4 e uma boa altura do solo em função da profundidade da água, que pode chegar a 1m ou mais, dependendo das chuvas na região.


Localização: Interior do município.

Distância a partir do centro da cidade: 14 km.

Visitação: Gratuita ou guiada mediante agendamento com o COMTUR.

MAIS INFORMAÇÕES COM O DEPARTAMENTO DE TURISMO PELO FONE (43) 3535-7935.

Fotos:

 


Inaugurada em 1936, nela encontramos mais uma prova da articulação do conde Matarazzo para o bom andamento de seus negócios e porque Jaguariaíva foi escolhida para um dos empreendimentos do italiano. A estação foi construída para dar mais comodidade aos embarques e também ao escoamento dos produtos Matarazzo, visto que pelo município passa um importante tronco ferroviário, a ligação com o Sul e o Sudeste do país e Norte do Paraná.

Pelos corredores já passaram personalidades como Tarsila do Amaral e o ex-presidente Getúlio Vargas que, posteriormente emprestou nome à praça central.

Atualmente, abriga em seus corredores não somente lembrança de como era esperar o trem, mas departamentos municipais, alocados ali após o prédio ser tombado Patrimônio Histórico e Artístico do Paraná em outubro de 2000.

Uma das salas abriga o Memorial Ferroviário com objetos que remetem à classe ferroviária de Jaguariaíva, além de registros fotográficos da época.

Localização: Praça Getúlio Vargas.

Distância a partir do centro da cidade: CENTRO.

Visitação: Gratuita.

MAIS INFORMAÇÕES COM O DEPARTAMENTO DE TURISMO PELO FONE (43) 3535-7935. 

Fotos:


Quem passa pela imponente extensão de mais de 1km de paredes de tijolo a vista já imagina que ali funcionou um notável empreendimento.

Se trata do complexo industrial Matarazzo, construído pelo clã de imigrantes italianos que impulsionou o desenvolvimento industrial brasileiro entre o final do século XIX até meados do XX para abrigar o frigorífico de porcos e, posteriormente uma tecelagem.

São 22.000 m² que atualmente abrigam repartições públicas, a Escola Municipal de Música Elzita Jorge Cunha e o Cine Teatro Municipal Valéria Luercy, que hoje exibe filmes do circuito internacional.

Localização: Bairro Matarazzo.

Distância a partir do centro da cidade:  200 m.

Visitação: Gratuita.

MAIS INFORMAÇÕES COM O DEPARTAMENTO DE TURISMO PELO FONE (43) 3535-7935.


Construído em 1924 para ser a residência de passagem do proprietário das Indústrias Matarazzo que estavam presentes em Jaguariaíva, o Palacete Conde Francisco Matarazzo leva o sobrenome do empresário italiano que revolucionou o município com seu ousado frigorifico de porcos.

Símbolo arquitetônico, o palacete faz parte da memória histórica de Jaguariaíva e se tornou objeto de muitas lendas urbanas envolvendo o Conde, sua família e seus empregados, pois abriga em seus cômodos uma sala secreta e uma espécie de sótão repleto de mistério.

O local abriga o Museu Municipal desde 5 de maio de 2010, aberto para visitação do público a exposições permanentes e itinerantes e conta com a presença de uma historiadora que reproduz com riqueza de detalhes a história local.

 Localização: Rodovia PR-151 km 203.

Distância a partir do centro da cidade: 1,5 km.

Visitação: Gratuita.